terça-feira, 29 de abril de 2008

Ciclo de Palestra com: DR Drauzio Varella 28/04/2008


A palestra realizada pelo renomado medico Drauzio Varella foi na Brasil Telecom de Brasília, transmitida para todas as filiais do Brasil por meio de vídeo conferencia.
O foco principal da palestra foi a saúde humana no foco urbano, feita a comparação da população de hoje com a década de 50,60. Foi constatado que à tempos atrás a vida era menos sedentária, as pessoas eram magras e hoje com o avanço da tecnologia nos tornamos sedentários e por conseqüência mais obesos.
Feita uma forte comparação a diversidade de alimentos que temos hoje e comparando ao estilo de vida das duas épocas constatou a diversidade existente hoje mesmo na periferia encontra-se pessoas obesas.
Fato atribuído ao estilo de vida e pelo avanço da tecnologia, nos dias atuais uma pessoa reclama que correu o dia todo mas se formos contar os passos ela andou não mais que 200 metros pois o resto foi feito por meio de carro, ônibus, escada rolante e elevador.
Em tempos atrás as pessoas andavam com mais freqüência em seu dia-a-dia, se dirigiam ao trabalho, almoçavam em casa, havendo um maior deslocamento.
Em uma comparação maior Dr Drauzio relatou que nas décadas de 50 e 60 a estimativa de vida era menor porem um homem aos 30 anos era mais saudável do que um homem com a mesma idade hoje, a vantagem do homem de hoje é o tratamento de seus males que evoluiu muito.
Segundo Dr Drauzio somente a atividade física evita os males da vida sedentária e da ação do tempo, o prazer do exercício não está no esporte em si, mas no encerramento dele quando a pessoa para de se exercitar e os agentes ativados com a atividade voltam a se regularizarem e a tomar um novo equilíbrio, o problema é que o individuo que se exercita após sempre comete erros como comer e descansar.
O ato de deitar não é o vilão, os antigos tinham este habito, o problema é nos exercitarmos e passarmos mais de 80% do tempo sentados; quando deitamos estamos cansados sim, cansados mentalmente não o corpo.
Outro tema importante discutido na palestra foi as drogas em uma comparação feita na dependência onde se mostrou que para um viciado é mais fácil largar do craque, heroína ou maconha do que do cigarro.
Tornando o cigarro e a bebida as piores drogas existentes com efeitos mais maléficos a sociedade.
Já que as demais citadas causam maior dano ao próprio usuário, sendo o craque uma droga localizada onde tirando o dependente do meio vicioso é observado uma rápida melhora, já o cigarro é altamente vicioso e danoso para a saúde.
“Se você deseja o mal a um inimigo deseje que ele morra pelos males do cigarro”.
O fumante não para de fumar nem mesmo com câncer ou algum outro mal.
E a solução não é diminuir gradativamente o uso mais sim parar repentinamente, um ex fumante depois de um ano terá suas condições cardíacas e pulmonar estabelecidas como se nunca houvesse fumado, já o fumante pode ter um ataque cardíaco a qualquer momento.
Foi citado pelo DR o porque uma empresa do porte da Brasil Telecom não tem nenhuma campanha contra tabagismo aos seus colaboradores.
A palestra ministrada pelo DR: Drauzio Varela serviu para mostrar que somos os únicos responsáveis pela maquina perfeita que é o nosso corpo, somos os únicos capazes de mudar estatísticas humanas de morte prematura e aumentar o nível da qualidade de vida.

Nenhum comentário: