quinta-feira, 29 de abril de 2010

Vergonha!

Esta noticia saiu hoje no Diário Catarinense!
Fiquei indignado e com vergonha de acontecer uma barbaridade desta em meu estado, pois quem deveria dar o exemplo esta fazendo uma atrocidade desta!
Estou acompanhando o caso com atenção e torcendo para que não seja mais um que acaba em pizza!
Aos meus amigos peço perdão por postar uma noticia tão terrível, mas a vida infelizmente não é um mar de rosas e precisamos ficar consciente de tudo o que acontece ao redor!




Policial acusa comandante do canil da PM em São José de mandar matar cachorros a tiros

Segundo denúncia, muitas ossadas de cães estão enterradas no local

Um policial militar está acusando o comandante do canil de São José, o major Claudionor de Souza, de mandar executar cachorros na instituição. Segundo o PM, que não quis se identificar, um cão teria sido executado com um tiro dentro do canil, no bairro Barreiros.

— O cão estava saudável, não aparentava nenhum tipo de doença que justificasse o sacrifício dele — comentou.

O animal, de acordo com o denunciante, teria chegado ao canil em um carro particular e seria de um capitão que queria se livrar do bicho. O policial conta que esse não foi o único animal morto a tiros.

— Isso já vem acontecendo há bastante tempo, inclusive em comandos anteriores, se tornou praxe. Existe uma infinidade de ossadas enterradas na propriedade da polícia, onde fica o canil — garantiu.

Desconfiado de que a informação havia ultrapassado os muros do canil, o major teria orientado os policiais a reduzir as mortes a tiros. A orientação, então, seria a de abandonar os cães em comunidades carentes.

Na última sexta-feira, Claudionor teria ordenado que outro animal fosse morto a tiro. Seria um cão da raça pastor alemão doado por moradores para ser adestrado e trabalhar em operações. Mas, no dia da execução, PMs teriam se recusado a puxar o gatilho e avisaram uma organização protetora de animais sobre o procedimento.

Representantes da ONG É o Bicho avisaram o canil da PM que denunciariam a prática que fere a legislação federal. O cachorro foi encaminhado para uma clínica no bairro Estreito, em Florianópolis, onde foi morto com medicamentos. A justificativa: o cão, que não teria sido aprovado no adestramento, estava com sarna. A doença, no entanto, teria tratamento fácil e não explicaria o sacrifício.

O que diz a PM

O coordenador do departamento de comunicação social da Polícia Militar, coronel João de Amorim, informou que a corregedoria foi acionada, ainda nesta quarta-feira, para investigar a denúncia.

Também destacou que será aberta uma sindicância para verificar a veracidade dos fatos e, se necessário, pode ser aberto inquérito policial. De acordo com Amorim, o major Claudionor não vai se pronunciar por enquanto. Ele será ouvido durante as investigações.

Fonte: Diário Catarinense

2 comentários:

Dennys Reys disse...

Um vergonha mesmo. Animais também são seres vivos!

Isabella oliveira madeira disse...

AI. MIGUEL É DÍFICIL DE ACEITAR TAMANHA BÁRBARIECOM ESSES INOCENTES NÉ? O PIOR É QUE JÁ OUVI DONOS DIZEREM QUE PENSAM EM MATAR CÃES POR CADA COISA... UM É PORQUE SUA CHACARA NÃO TEM CERCA E SEU PITBULL FOCHE PARA ATACAR OUTROS ANIMAIS EM OUTRAS CHACARAS, OUTRO PORQUE TEM MEDO DE SEU CÃO ATACAR A CRIANÇA, SENDO QUE O CÃO NUNCA DEU INCICIO DISSO, SÓ PORQUE UM AMIGO SONHOU QUE SUA NETA TINHA SIDO ATACADA POR ELE... ENTÃO EM VEZ DE PENSAR EM MATAR, DÁ O CACHORRO!!!! NÃO DÁ PARA ACEITAR ESSAS COISAS! TEMOS QUE FALAR MESMO!!!!PESSOAS DE CÁRATER DESUMANOS!

AH, E SE VC GOSTARIA DE VER ALGUMA MATÉRIA LÁ NO BLOG, ME MANDE UM RECADINHO, TÁ!
ABRAÇO!!!